Empiricus pode ser multada em até R$ 9,7 milhões por propaganda enganosa - Informe Notícias

Empiricus pode ser multada em até R$ 9,7 milhões por propaganda enganosa

Procon afirma que a empresa veiculou publicidade enganosa e o alto valor da multa tem como base a gravidade da infração.

Empiricus pode ser multada em até R$ 9,7 milhões por propaganda enganosa (Imagem: Reprodução/Youtube)
Empiricus pode ser multada em até R$ 9,7 milhões por propaganda enganosa (Imagem: Reprodução/Youtube)

O Procon de São Paulo multará a empresa Empiricus em até R$ 9,7 milhões por "propaganda enganosa", após veicular um vídeo onde uma funcionária da empresa, Bettina Rudolph, afirma que conseguiu em três anos, acumular um patrimônio de mais de R$ 1 milhão, investindo apenas R$ 1.520.

Bettina, de 22 anos, ainda sugere na publicidade que seguir sua estratégia garante resultados proporcionais aos que ela obteve. 

"A afirmação da empresa de garantias de resultados de investimentos sob sua orientação, via movimentações financeiras no mercado variável de ações, demonstra-se enganosa e capaz de induzir o consumidor a erro, infringindo o artigo 37, §1º do Código de Defesa do Consumidor", disse a fundação de defesa do consumidor em nota. 

A multa, que pode variar de R$ 650,26 até R$ 9.737.625,67, é calculada pelo Procon de acordo com a gravidade da infração, a vantagem auferida e a condição econômica do fornecedor. No caso de reincidência, pode acarretar mais sanções, inclusive suspensão temporária de atividade. 

O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) também estuda a possibilidade de tomar providências sobre esse suposto marketing enganoso, veiculado principalmente em propagandas no YouTube.