Tudo sobre a meningite meningocócica, doença que matou Arthur, neto de Lula - Informe Notícias

Tudo sobre a meningite meningocócica, doença que matou Arthur, neto de Lula

Uma doença silenciosa e agressiva, que possui particularidades que merecem atenção, pois, além de deixar eventuais sequelas, pode ser letal.

Tudo sobre a meningite meningocócica, doença que matou Arthur, neto de Lula (Imagem: Reprodução/El País Brasil)
Tudo sobre a meningite meningocócica, doença que matou Arthur, neto de Lula (Imagem: Reprodução/El País Brasil)

Para evitar ou combater esse tipo de doença, é preciso entender alguns aspectos que compreendem sua origem, transmissão, tratamentos e prevenção. Confira:

O que é meningite meningocócica?

A meningite meningocócica é uma inflamação causada nas meninges, que são membranas presentes no cérebro e medula espinhal.

O que causa a meningite meningocócica?

Esse tipo específico de meningite, é causado por uma bactéria chamada de Neisseria meningitidis, também conhecida como meningococo, e possui doze subtipos, sendo que no Brasil os mais comuns são primeiramente o C, seguido do B, W e Y.

Como essa doença é transmitida?

A doença é transmitida através do ar, por esse motivo é considerada contagiosa, pois se espalha de uma pessoa para outra por vias respiratórias, gotículas de saliva, secreções nasais e garganta.

Quais as estatísticas de meningite meningocócica no Brasil?

De acordo com o Ministério da Saúde, no ano passado, houveram 1.072 casos da doença no Brasil, com 218 vítimas fatais. No ano de 2017, o índice de ocorrências devido essa doença, foram de 1.138 casos, deixando 266 mortos.

Existe vacina para a meningite meningocócica? Tem disponível gratuitamente?

No Sistema Único de Saúde (SUS), somente está disponível vacina para a doença meningocócica do tipo C, mas somente para:

>imunização primária de duas doses, aos 3 e 5 meses de vida, e o reforço, preferencialmente, aos 12 meses, podendo ser administrada até os 4 anos de idade;

>adolescentes entre 11 e 14 anos;

>pessoas em condições especiais de saúde atendidas nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais.


Os tipos meningocócica B e meningocócica conjugada para A, C, W e Y, estão disponíveis somente através da rede privada de saúde, atualmente.

Quais os principais sintomas?

Inflamação nas meninges, causa sintomas como mal-estar, fábre, náuseas, vômitos, dor de cabeça, rigidez no pescoço, sensibilidade à luz e consusão mental.

Além dos sintomas mais comuns citados acima, a pessoa também pode sentir fadiga, mãos e pés frios, calafrios no corpo, fortes dores nos músculos, articulações, peito e barriga, além de um aumento na respiração diarreia e manchas vermelhas no corpo.

Qual o tratamento para quem adquiriu meningite meningocócica?

Quando a doença já se encontra em quadro grave, a pessoa deverá ser isolada e medicada com antibiótico via venal, por sete dias. Porém, passadas 24 horas do início da medicação, o paciente já não transmite a doença e poderá sair do isolamento.

Quando se dirigir a um hospital com urgência?

Além dos sintomas mencionados acima, de acordo com a Dra. Ana Scobar,  pediatra e colunista do site G1, o aparecimento de manchas vermelhas na pele é um alerta máximo.

Via: G1